Carne de frango lidera o volume de carnes exportadas

Quando comparados ao mesmo período de 10 anos atrás, os dados da SECEX/ME relativos ao primeiro quadrimestre de 2022 mostram que a maior evolução na exportação de carnes coube à carne bovina, vindo na sequência a carne suína. A carne de frango registou o menor índice de incremento no período analisado.

Nesses 10 anos, o volume de carnes exportadas aumentou pouco mais de 45%. Mas o índice de crescimento das carnes bovina e suína foi bem superior a essa média – de 145% e 105%, respectivamente. De 2012 para 2022 (1º quadrimestre), o aumento no volume de carne de frango não chegou a 18%.

Apesar do desempenho aparentemente fraco, em termos de volume a carne de frango continua liderando as exportações do setor, tendo respondido, no primeiro quadrimestre de 2022, por 61% do total exportado. Mas também perdeu participação, pois em 2012 sua fatia correspondia a três quartos do total exportado..

Tanto a carne bovina como a suína ocuparam o espaço deixado. O volume de carne bovina passou de 16% para 27% do total exportado. E o da carne suína subiu de 9% para 13%.

A perda de participação da carne de frango se refletiu também na receita que, de 58% em 2012, recuou para 38% neste ano. Mas não foi o único caso. Pois mesmo tendo aumentado sua participação no volume total exportado, a carne suína viu sua participação sofrer ligeira retração – de 10% em 2012 para 9% em 2022.

Fonte: avisite

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *